As chatissimas e inevitaveis retrospectivas de fim de ano

Odeio esse tipo de coisa, aliás odeio profundamente essa época do ano.
Muvuca pra todo lado nessa cidade, que já não é nada calma, falsidades insuportáveis de gente que não falou com você o ano inteiro, ou, pior ainda, que tentou te suportar o ano inteiro, pessoas se acotovelando pra comprar por um preço infinitamente mais caro o que poderia comprar durante o ano inteiro por menos da metade do valor e do tempo, e querendo provar, com isso, demonstrar o amor que sentem por algum, como se isso fosse a única forma de fazê-lo.
Enfim, todo ano fazemos alem de tudo isso, os inevitáveis 'balanços' de fim de ano, e consequentemente as intermináveis e quase nunca realizadas listas de desejos/objectivos para o ano seguinte. Todo ano é a mesma coisa.
Pois bem, não vou negar que como todo mundo, revejo todo o meu ano velho, e faço meus planos pra o feliz ano novo que se aproxima, e como quase todo mundo, muito desses planos não são realizados, muitos porque não são realizáveis em apenas um ano, e outros porque talvez não eram tão importantes assim, afinal estabelecer algumas prioridades é importante, e outros ainda por falta de vontade ou até descrença em meu próprio potencial, sem contar o velho medo de se correr riscos, riscos estes inevitáveis para quem deseja viver.
Este ano, não foi um ano de grandes realizações mas de grandes inícios, foi o ano dos primeiros e grandes passos pra se chegar a grandes objectivos, e os grandes saltos também começaram a ser dados, serão maiores ainda, com grandes riscos de queda é claro,mas para não perder a velha mania dos velhos clichés, não há grandes saltos sem riscos de queda, e isso faz de 2007 um grande ano, talvez mais ainda do que 2008, em que esses grandes objectivos serão realizados.
Planos pra 2008? Depois eu digo, afinal ainda faltam 18 dias para fazer a minha lista,e esse papo está ficando chato demais.

Postagens mais visitadas

Rabo