Minha Dança

Não é a dança das bailarinas
ocas, imitadoras de movimentos
barrocos, impregnados com
dor e sacrificios

Não é a dança sem alma
a dança para mostrar ningém
e a alguém que não sente
que não vivea solidão
que não vive o que é bom
que dança o amor a dança

não é a dor do treinamento
inacabado por sentimentos incertos
não é a alegria de quem
vive aquilo que repete
que não vive a si mesmo
que memoriza e não cria

Minha dança é minha solidão
e minha alma arrebatada
é minha alegria encorajada
é minha vergonha inacreditada
sou eu e nada mais.

Postagens mais visitadas

Rabo