O medo de amar é o medo de ser livre

Medo da solidão
medo do perdão
medo da dor
Medo de escolher
quem se quer amar

Amar requer coragem
de abrir mão de quem
não se ama
de ser livre com quem se ama
de escolher a solidão
de amar a si mesmo
de se olhar bem fundo
de aceitar defeitos
os seus e os alheios

Escolho porque não quero abrir
mão de uma liberdade
conquistada com solidão
e certezas
Escolho porque quero ser feliz
Porque não quero que
Alguém precise de mim
porque não quero
Ser a fuga da solidão do outro

Porque quero apenas
o amor, o desejo e a paixão
de quem não precise
de mim e nem eu precise deste alguém
sem medo...apenas amar.



O medo de amar é o medo de ser
Livre para o que der e vier
Livre para sempre estar
Onde o justo estiver

O medo de amar é o medo de ser
De a todo momento escolher
Com acerto e decisão
A melhor direção

O sol levantou mais cedo e quis
Em nossa casa fechada entrar
Pra ficar

O medo de amar é não arriscar
Esperando que façam por nós
O que é nosso dever
Recusar o poder

O sol levantou mais cedo e cegou
O medo nos olhos de quem foi ver
Tanta luz

(Beto Guedes e Fernando Brant)

Postagens mais visitadas

Rabo