Por muitos cantos e encantos

Me dê tua mão
Lua amiga e amada
Me leve pela melodia da noite
Por esse Brasil afora
A encontrar tanta gente
Tanta musica no ar
Tanta dança nos corpos
Me leve por esse país
Faceiro, terra de ninguém
E de todos
E de muitos
Por esses cantos
e encantos diversos
por essas melodias arrebatadoras
de canções infinitas
de povos sofridos e sorridentes
tão sem dentes
alegria e tristeza
extremos de vida
e de morte
morte e vida desse
Brasil Severino
Desse armoreal movimento
Dos menestréis
Das paulicéias
Dos sertões
Dos gingados desenfreados
Dos pampas gelados
Dos mares pouco navegados

E das matas muito devastadas
Das mandingas de amores
Malogrados
Muito dessa terra

Ainda não pisei
Com meus pés
Mas ouvi, senti, vi
Dancei, com meu corpo
Esse melodioso e grandioso
Brasil

Postagens mais visitadas

Rabo