AMO

AMO
e que bem poderia querer dentro do ser acalentar a alma
AMO
dentro de mim o que mais belo da natureza herdei
AMO
o mais puro eu dentro de mim
AMO
ultrapassar fronteiras do cansaço palido
AMO
O horror de diluir o outro que não é dentro de si seu eu
AMO
porque para partir do limite de si não é preciso dor
AMO
porque sou apenas solidão inventada para deixar de querer se libertar
AMO
querer de mim apenas eu
AMO
palavras jogadas ao vento para brincar de ser poeta.

Postagens mais visitadas

Rabo