Lugarejos

Hoje descobri que nunca desejei amores
que nunca vi majestades em cavalo branco
que nunca beijei sapos esperando principes

Hoje me vi mulher arteira
tecendo rendas de entremeios displicentes
querendo meios diferentes, lugares alheios

Hoje percebi milhoes de sonhos em fogareiros
e nenhum vestido branco em tapetes vermelhos
me atrevi apenas à luz da vela à iluminar lampejos

Hoje apenas quis teu beijo
envolto em flores de desejo
sobrevoando desconhecidos lugarejos.

Hoje irei para alem das curvas da vida
e do desconhecido céu de cinza chumbo
para ver o que jamais sonhei estar
Bem ali, além do horizonte.


Postagens mais visitadas

Rabo